Débora Cherubini

DÉBORA CHERUBINI
Fisioterapia & Estúdio Pilates

O Tratamento da Escoliose

 

O Método de Schroth (Alemanha) é o método mais estudado.

Com base em princípios fisioterapêuticos típicos, o método de Schroth foi desenvolvido por Katharina Schroth em 1920 e refinado continuamente através do tratamento de aproximadamente 3.000 casos de escoliose por ano. O Centro de Reabilitação das Deformidades Espinhais de Asklepios Katharina Schroth na Alemanha oferece um programa intensivo de reabilitação de pacientes internados em escoliose. Além do tratamento oferecido no Centro, 2.500 terapeutas de Schroth treinados e certificados tratam pacientes através do programa de tratamento ambulatório residencial do centro.

Entre todas as abordagens de Exercícios Científicos da Escoliose, o método Schroth é entre os exercícios específicos o mais estudado e amplamente utilizado abordagens para escoliose. Numerosos estudos foram escritos pelo Dr. Hans Weiss, o diretor médico da o Asklepios Katharina Schroth Centro de Reabilitação (1995-2008), e pelo Dr. Manuel Rigo, diretor da Barcelona escoliose Physical Therapy School (BSPTS).

Seus estudos demonstram resultados positivos do uso do método Schroth sobre a força muscular das costas, função da respiração, dor, qualidade de vida e auto-imagem, retardando a progressão da curva, melhorando ângulos de Cobb e diminuindo a prevalência da cirurgia.

INDICAÇÕES E OBJETIVOS DE TRATAMENTO

A indicação de tratamento para o método de Schroth baseia-se nas diretrizes do SOSORT.

Ambos os tratamentos individuais e grupais compartilham esses mesmos objetivos:

  1. Correções proletárias da coluna vertebral para evitar a cirurgia.
  2. Treinamento postural para evitar ou desacelerar a progressão.
  3. Informações para apoiar um processo de tomada de decisão.
  4. Ensinando um programa de exercícios caseiros.
  5. Apoie ajuda para auto-ajuda.
  6. Estratégias de prevenção e enfrentamento da dor.

PRINCÍPIOS 3D DE CORREÇÃO

 

No método de Schroth existem cinco correções pélvicas que são assumidas antes da execução dos principais princípios de correção. Essas cinco correções pélvicas garantem que a pélvis esteja mais bem alinhada com o tronco antes das principais correções.

Os cinco princípios do método Schroth são: 1) Auto-alongamento (desvios); 2) Deflexão; 3) Derotation; 4) respiração rotacional; e 5) Estabilização. Durante a aplicação desses princípios, como com o método BSPTS, o paciente ensina como descolestar as áreas afetadas do tronco e como reduzir as proeminências.

O método Schroth ensina como:

corrigir a rotação vertebral e aumentar a capacidade pulmonar com uma técnica de respiração de rotação.

Ajudar a restaurar a posição normal da coluna vertebral com correções pélvicos, técnica de respiração e estabilização contrações isométricas.

Melhorar a sua postura durante a vida diária de rotina, não apenas durante a terapia.

MÉTODO SEAS (Itália)

SEAS é uma sigla para “Scientific Exercises Approach to Scoliosis” / “Exercícios Científicos de Abordagem para Escoliose”. Tendo como objetivos terapêuticos, a fim de prevenir e reduzi-los no tratamento de escoliose de baixo grau e formas progressivas.

Após a sigla criada, existe um número para indicar o protocolo de exercícios, a versão e o ano em que foram introduzidas as alterações substanciais do método, a versão mais atual é a “06”, como estamos acostumados a ver em produtos de software. A SEAS originou-se há aproximadamente 30 anos, durante este período tem sido continuamente atualizada graças ao conhecimento e evidência científica do ISICO (Istituto Scientifico Italiano Colonna Vertebrale / Instituto Científico Italiano da Coluna Vertebral- Milão).

A abordagem do exercício científico para a escoliose (SEAS) é um programa de exercícios individualizado, cientificamente adaptado a todos os aspectos do tratamento conservador da escoliose com base na pesquisa mais atual e está evoluindo continuamente com a introdução de novos conhecimentos da literatura científica. Para curvas discretas e moderadas durante o crescimento ativo, SEAS é usado sozinho para reduzir a necessidade de reforço. Em curvas moderadas e severas durante o crescimento ativo, o SEAS é usado em combinação com reforço, a fim de diminuir a velocidade, parar e possivelmente a progressão da curva inversa, e em preparação para desmamar o paciente fora da armadura. Em pacientes com escoliose em adultos, com curvas progressivas de escoliose ou espinhas fundidas, o SEAS ajuda a estabilizar a coluna vertebral e reduzir a incapacidade.

O método SEAS baseia-se em uma técnica de auto-correção ativa específica da escoliose realizada sem qualquer auxílio externo e incorporada em exercícios funcionais. Os testes de avaliação orientam a escolha dos exercícios mais adequados ao paciente individual.

A melhoria da estabilidade da coluna vertebral na auto-correção ativa é o principal objetivo do SEAS.

Os exercícios SEAS treinam sistemas neuromotores para ativar um reflexo da auto-correção da postura durante as atividades da vida diária.

É importante compreender que nos exercícios para escoliose evolutiva de modo algum substituir os uso do colete ortopédico, mas em associação a órtese, pode ajudá-lo a evitar os efeitos nocivos do colete, para aumentar a sua eficácia e para manter a coluna estável durante e após a remoção, também podendo evitar uma possível cirurgia.

O método SEAS é um método de tratamento de escoliose que se concentra em recuperar o controle postural e melhorar a estabilidade da coluna vertebral através de exercícios envolvendo auto-correção 3D ativa da postura escoliótica. A auto-correção 3D ativa é realizada primeiro através da educação do paciente e aumenta a consciência do paciente quanto à sua deformidade. Uma vez que o paciente está ciente de sua deformidade e as mudanças necessárias para corrigi-lo, o paciente é capaz de fazer ajustes conscientes em sua postura (auto-correção ativa) para encontrar o melhor alinhamento possível da coluna em planos espaciais 3D. O método SEAS enfoca a estabilização espinhal e a manutenção da postura através de uma variedade de exercícios de acordo com a literatura fisioterapêutica para ajudar a alcançar a auto-correção subconsciente da postura através da estimulação de mecanismos neurosensoriais de manutenção da postura.

O Prof. Ms. Rodrigo Andrade é ÚNICO fisioterapeuta na América Latina com AMBAS AS FORMAÇÕES – MÉTODO SCHROTH (Scoliologic Schroth Best Practice by Dr Weiss – Hong Kong) e MASTER ISICO ABORDAGEM SEAS – Exercícios Científicos no Tratamento da Escoliose (Istituto Scientifico Italiano Colonna Vertebrale – Milão-Itália).

Em setembro de 2017 a fisioterapeuta Débora Cherubini realizou a formação “TRATAMENTO DE ESCOLIOSE BASEADO EM EVIDENCIAS” com o Prof. Ms. Rodrigo Andrade. Passando a oferecer um tratamento seguro, eficaz e comprovado cientificamente para a escoliose.